PREVISÃO DO TEMPO
COTAÇÕES
Coronel Fabriciano
Min: 20C   Max: 33C
Ipatinga
Min: 20C   Max: 33C
Santana do Paraíso
Min: 19C   Max: 33C
Timóteo
Min: 20C   Max: 32C
Cadastre-se
Redes Sociais 
 
Cidades
03/03/2012 - 00:00

Depois de 28 anos, rapaz encontra mãe


Marceneiro que foi adotado com sete meses fará aniversário no próximo dia 8 e ganhou presente antecipado. Internet ajudou a reunir a família.


FOTO: LAIRTO MARTINS

DONA ENILSA dos Santos recebeu um abraço apertado do filho logo que desceu do trem
IPATINGA – Na próxima quinta-feira (8), Luciano Coelho de Oliveira, que é marceneiro e mora no Bairro Veneza, vai completar 28 anos de idade, mas o presente de aniversário chegou antecipadamente, no trem que aportou na estação Intendente Câmara, na tarde desta sexta-feira (2). A mãe que ele não chegou a conhecer, já que foi dado para adoção com apenas sete meses de idade, só agora foi localizada e veio visitá-lo trazendo também uma irmã dele. O encontro com a mãe biológica, que só foi possível devido a contatos nas redes sociais da internet, foi muito emocionante e comoveu a todos que assistiam a cena.

Essa história começou em uma cidadezinha perto de Governador Valadares, de nome Vinhático. Foi lá que Dona Enilsa dos Santos Soares, que na época tinha 21 anos, separada do primeiro marido e com dois filhos, acabou entregando Luciano, que tinha sete meses, para o casal de amigos João e Maria Augusta Coelho. Porém, depois da adoção todos perderam contato. A nova família se mudou para o Triângulo Mineiro e depois veio para Ipatinga, há 20 anos. Luciano é casado há sete anos com Luzia do Carmo, 27, e tem dois filhos, Maria Eduarda, de cinco anos, e Luan Miguel, de seis meses.


FOTO: LAIRTO MARTINS
MEDO DE REJEIÇÃO

Pouco antes de se dirigir para a Estação Ferroviária, Luciano recebeu o Jornal VALE DO AÇO para falar sobre o assunto.  Ele lembra que quando tinha 14 anos foi visitar o avô adotivo em Santana do Paraíso e através de uma conversa de família acabou descobrindo o segredo: “Levei um susto na hora mas, como ouvi tudo às escondidas, fiquei com medo de perguntar mais detalhes. Então me calei. Em 2005, uma semana antes de me casar eu falei sobre isso pela primeira vez para a Luzia (a esposa) e sobre a vontade que eu tinha de conhecer a verdade sobre meu nascimento. Nos casamos e fomos morar ao lado de minha avó adotiva. Foi ela que começou a investigar o caso”, explica Luciano. Luzia acrescenta: “Ele sempre comentava que tinha muita vontade de ver a mãe, mas tinha medo de ser rejeitado e às vezes passávamos horas falando sobre a situação. Descobri que a mãe dele não tinha condições de criar mais um filho, e ela já tinha mais dois e tinha que trabalhar para sustentá-los. Na ocasião o pai biológico do Luciano, que se chama José Carlos, manifestou o desejo de criá-lo, mas ela não aceitou. Não fiquei sabendo mais nada dele, nem de seu paradeiro”, diz a esposa de Luciano.

lairto martins

AINDA VIVENDO a emoção do primeiro encontro, mãe e filho falam do passado, cercados pela irmã biológica Sara e a esposa do rapaz, Luzia
Resposta de Portugal

A mulher também diz que há pouco tempo os pais adotivos descobriram que Luciano já tinha conhecimento do fato. Mesmo assim não ajudaram muito na busca pela mãe adotiva.
Há cerca de cinco meses Luciano começou a trabalhar como marceneiro para Eduardo Rodrigues, ex-secretário municipal de Ipatinga no governo de Sebastião Quintão, que ao saber da história o incentivou a procurar informações pela internet. Desse modo, foi acessando as redes sociais e adicionando pessoas que moram em Vinhático. Uma vizinha da tia biológica de Luciano, que estava em Portugal, viu o perfil dele na internet e entrou em contato, informando o paradeiro da mãe, que mora há 25 anos em Ibiraçu, no Espírito Santo. No carnaval, Luciano conseguiu o telefone dessa tia ‘Neuza’, irmã de sua mãe Enilsa, e a visitou no último final de semana. Lá chegando ele entrou em contato com a mãe biológica, que marcou então sua vinda ao Vale do Aço.
Luciano descobriu ainda os nomes dos irmãos: Adriana, Cleirismar, Raquel, Viviane, Gisele, Maurício, Saramara, Mateus e Antônio Marcos. Ele espera conhecer todos em breve.

O pai biológico
Na chegada, ainda na Estação Ferroviária, Enilsa dos Santos disse que não tem informações sobre o pai biológico de Luciano: “O pai dele era de família abastada de Barão de Cocais, mas passou algum tempo em Vinhático na casa da tia dele. Nos conhecemos e namoramos, mas a família dele não aceitou o romance e tivemos que nos separar, e eu já grávida. Depois disso ele desapareceu sem que mais alguém tivesse notícia. Na ocasião deixei minha filha mais velha com minha avó e, minha mãe, que não aceitou minha gravidez, adotou meu segundo filho. Um tempo após a adoção eu saí da cidade, me casei, tive outros oito filhos. Cheguei a voltar em Vinhático procurando meu filho, mas não consegui informações e desde então tenho tentado encontrá-lo. Até que minha irmã me disse que ele tinha entrado em contato. Não resisti quando ele me ligou há quatro dias atrás e logo vim vê-lo. Pretendo nunca mais deixar de falar com ele”, disse emocionada e se dizendo arrependida por ter dado Luciano em adoção.
Ela está desempregada no momento, mas já trabalhou como servidora pública na Prefeitura de Ibiraçu, onde tem uma casa própria que ganhou do município. Ao sair com a mãe com destino à sua casa, Luciano comentava o quanto estava satisfeito por ter conseguido um final feliz em uma história que começou há tanto tempo.

 

Mais noticias do caderno Cidades
30/09/2014
00:08
Troca-troca de Rosângela gera insatisfação

O troca-troca de partidos deixa muitos políticos em situação difícil, tendo em vista as alianças e composições feitas em período eleitoral.
 
00:00
Transtornos e risco de desabamentos no Nova Esperança

IPATINGA – As fortes chuvas que caíram sobre o município em dezembro de 2010 formaram uma inconveniente cratera na rua 6, em frente à residência de nº 200, no bairro Nova Esperança.
 
29/09/2014
15:08
Primavera será marcada por tempestades rápidas e intensas

DA REDAÇÃO - Neste ano, a primavera começou oficialmente às 23h29 do dia 22 de setembro.
 
28/09/2014
21:55
Ipatinga espera ter 20 câmeras no Centro e mais 32 na cidade

IPATINGA – No último dia 18, a Fundação Guimarães Rosa – que implantou 43 câmeras do sistema Olho Vivo em Ipatinga – recolheu a última parte dos equipamentos que ainda restava na cidade, após vencer uma queda de braço com a Prefeitura na Justiça.
 
00:00
Fernando Pimentel permitiu que Minas perdesse grandes investimentos

DA REDAÇÃO – Minas Gerais é um Estado promissor.
 
27/09/2014
17:06
Ipatinga concorre ao Prêmio Cidades Sustentáveis

IPATINGA - Ipatinga está entre as cidades brasileiras que participam da disputa do Prêmio Cidades Sustentáveis 2014.
 
16:53
HMC vai às ruas para falar sobre doação de órgãos

IPATINGA - Contar com um gesto voluntário e de solidariedade para viver mais e melhor.
 
13:17
Ley do Trânsito e Irmão Nelson falam de suas propostas na OAB

IPATINGA - Na noite de quinta-feira foi a vez dos candidatos a deputado estadual Ley do Trânsito (PSD) e irmão Nelson (PSL), deputado federal, participarem das entrevistas com os advogados da 72ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB Ipatinga) e seus convidados.
 
26/09/2014
16:45
Rômel assume presidência interina da Usiminas

Como resultado do embate existente entre o Grupo Nippon e a Ternium, o presidente da Usiminas, Julián Eguren, foi demitido do cargo, nesta sexta-feira, em decisão tomada pelo conselho de administração da companhia.
 
10:03
Aposentados e pensionistas são vítimas de “armadilha”

IPATINGA – Em breve, os 26 milhões de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) poderão quitar os empréstimos consignados em até seis anos (72 prestações).