PREVISÃO DO TEMPO
COTAÇÕES
Coronel Fabriciano
Min: 24C   Max: 32C
Ipatinga
Min: 24C   Max: 32C
Santana do Paraíso
Min: 24C   Max: 32C
Timóteo
Min: 24C   Max: 31C
Cadastre-se
Redes Sociais 
 
Polícia
24/11/2009 - 12:27

Três ipatinguenses morrem em acidente na Rio-Bahia


Vítimas eram da mesma família e residiam no Bairro Caravelas. Batida entre automóvel e carreta ainda matou aposentado de 74 anos


TEÓFILO OTONI – Três pessoas da mesma família, que residiam na Rua Petrolina, no Bairro Caravelas, em Ipatinga, morreram no final da manhã de domingo (22), no quilômetro 240 da BR-116 (Rio-Bahia), município de Teófilo Otoni. O açougueiro Adilson Moreira da Silva, de 38 anos, e os eletricistas Moacir Hilário da Rocha, 35, e Plínio Garito da Silva, 20, estavam no Ford Verona placas GTI-7771, de Ipatinga, que bateu de frente com uma carreta. O veículo ficou completamente destruído, a ponto de se partir ao meio. O acidente ainda teve uma quarta vítima: o aposentado Nilson Ilário da Rocha, 74, que morava em Teófilo Otoni.

Fantoni Pêsso Pereira

Na batida frontal com a Scania, o Verona de Ipatinga se partiu ao meio
O choque entre os dois veículos aconteceu na altura do Distrito de Mucuri, na zona rural de Teófilo Otoni. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Moacir era quem dirigia o Verona. Ao fazer uma curva para direita, ele invadiu a contramão e bateu frontalmente com a carreta Scania (ACQ-7239) de Tabuleiro do Norte (CE). Devido à violência da colisão, as vítimas foram arremessadas para fora do carro, sofrendo morte imediata.

A pista ficou parcialmente interditada por três horas, até o trabalho da perícia da Polícia Civil e posterior remoção dos corpos – que ficaram bastante mutilados – ao Instituto Médico Legal (IML) de Teófilo Otoni.
O policial rodoviário federal Mauro conversou com o motorista da carreta, Francisco Domingos Júnior, 39. Atingida pelo carro de Ipatinga, a Scania saiu da pista e foi parar no acostamento, invadindo parcialmente um matagal. Mauro confirmou que o automóvel invadiu a contramão da rodovia pouco antes do acidente.

Parentesco

Adilson era tio de Plínio e cunhado de Moacir, que era filho de Nilson. Os dois últimos foram sepultados no Distrito de Mucuri  nesta segunda-feira (23). Ainda nesta segunda, Adilson e Plínio foram enterrados no cemitério Parque Senhora da Paz, no Bairro Veneza II.  

Mesma casa

Moacir era oriundo de Teófilo Otoni, mas residia com Adilson e Plínio numa casa na Rua Petrolina, no Caravelas. Em conversa com o VALE DO AÇO, o montador de móveis Ronaldo Moreira da Silva, 27, irmão de Adilson, tio de Plínio e cunhado de Moacir, resumiu como tudo ocorreu. “O que aconteceu foi que, na sexta-feira (20), meu cunhado foi para Mucuri, levando meu irmão e meu sobrinho. Voltando para casa, ele não conseguiu fazer a curva, veio uma carreta e aconteceu essa fatalidade com eles. Meu irmão era uma pessoa bem brincalhona, muito conhecido na região. Meu sobrinho também era muito prestativo, todo mundo lá da rua gostava dele”.

Fonte: JVA

Mais noticias do caderno Polícia
27/03/2015
23:56
Ipatinguense é preso depois de tentar tirar iguana pelos Correios

.
 
15:26
Justiça decreta as prisões preventivas de pessoas presas na operação TNT 2 "A Era do Trovão"

.
 
24/03/2015
01:36
Acusado de matar Rodrigo Neto vai a júri popular dia 19 de junho

.
 
01:34
Fim de semana violento em Ipatinga

.
 
19/03/2015
14:00
Carro capota no Morro da Usipa e deixa três feridos

.
 
12/03/2015
02:37
Dívida pode ter motivado homicídio em Pingo D´água

.
 
02:37
Adolescente confessa assaltos no Cidade Nobre

.
 
02:35
“Não existe estuprador em série em Ipatinga”, afirma delegada

.
 
11/03/2015
03:32
Mãe agride filho de dois meses

.
 
03:30
Polícia conclui inquérito sobre atropelamento em Belo Oriente

.